13 de mai de 2008

Carol Tebbs


Tenho ou não vocação para Astrólogo? É uma pergunta que surge aos vários estudantes de astrologia. Por ter nos meus arquivos diversas cartas de astrólogos, que de formações diferentes vieram a impulsionar o meio astrológico com as suas descobertas e dedicação resolvi partilhar com quem as quiser analisar.

Começo por Carol Tebbs, nascida a 9 de Set. 1939, 8:18 da manhã, Columbus OH. AS 11º Libra 20'
Durante muito tempo presidente da ISAR, co-fundou a UAC e autora de vários livros.

A Lua forte no seu domínio rege o MC e está na casa X, sugerindo uma necessidade de tomar conta e ser detentora de autoridade. A Lua reforçada por Marte regente da VII sugere uma projecção pública, talvez administrativa, Marte em Capricórnio.

A Lua é sempre muito reflectiva das qualidades do signo que ocupa neste caso, em Câncer, a necessidade de cuidar, indicações suportadas pelos contactos com Vénus regente da VIII, Neptuno da VI e Úrano da V, cuidar e ensinar os outros.

Júpiter a reger a III, e está na casa de serviço em contacto com Plutão na casa X, sugerindo um trabalho que envolva a comunicação de novas perspectivas, expansão.

Plutão contacta com Saturno reforçando a sugestão de posição de poder e controle.
Além de astróloga Carol foi professora de arte, Sol-Vénus-Neptuno, em Virgem e Mercúrio é outro dispositor final, a reger a casa IX da educação superior, e em contacto com o regente do Meio-do-Céu, a Lua.

(exercício realizado no site do Noel Tyl)

2 comentários:

O Urso disse...

Sempre foi um assunto que me interessou. Donde vem essa vibração para a astrologia... Há tantas respostas. Agora, aquilo que se chama "vocação para astrólogo" é uma coisa diferente. Ainda continuo à procura.

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Considerando a astrologia uma ferramenta ou um meio através do qual que se proporciona suporte a outros.
Com o devido estudo aliado à vocação de cuidar e/ou ensinar...poderemos ter um Astrólogo por vocação.
Creio que as vocações apontam necessidades, de uma forma holistica, que o individuo tem se exprimir e que podem atingir a excelência quando no canal correcto. :-)

Ana Cristina