15 de mai de 2008

Libertação


Libertação quando se entende que morrer e viver são faces da mesma moeda.

Libertação quando se reconhece na rendição a melhor forma de agir.

Libertação quando se entende que tudo começa no fim.

Libertação quando deixa de haver lugar para sentimentos antagonistas.

Libertação quando se ama por se amar.

Libertação quando o amor transborda.

Libertação quando se enfrenta o maior dos receios.

Libertação quando vivemos em pleno cada minuto do dia.

Libertação quando se toma consciência que não controlamos nada.

Libertação quando nos integramos no todo.

Libertação quando alteramos a perspectiva.

2 comentários:

Anônimo disse...

Beautiful!!
Marce

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Thank you Marce, my dearest and generous friend.

XoXo
Ana Cristina