2 de ago de 2008

Missão agradar


Foi sem dúvida a de Rudolfo Valentino, 6 Maio 1895 @ 15;00 Castellaneta, o actor italiano, conhecido até hoje, mesmo pelos que não viram os filmes que protagonizou, como o maior dos galãs do cinema. A sua fama e a adoração que lhe dedicaram as fans não creio tenha sido ainda igualada até à data. Agora há mais que um galã, as opiniões dividem-se mas naquele tempo, ele era único, também usufruía da falta de concorrência . Não será igualmente alheio o facto de ter morrido prematuramente, aos 31 anos, o que ajuda sempre na criação do mito.
Rudolfo com Sol em Touro, trazendo uma qualidade inata de criar e manter, como dono da casa 11, a das expectativas, entre as quais as de ser amado junto a Mercúrio promete iluminar as ideias e criações artísticas, não estivesse debaixo da "asa" de Vénus, das coisas bonitas. O par em tensão com Úrano, promete uma criatividade fora do normal e um uma boa dose de egocentrismo. Adicionando o factor risco que lhe é tão caro, afinal Úrano é também o planeta oriental, a necessidade de trabalhar em ambiente que lhe traga constantemente uma boa dose de adrenalina. Não esquecendo que Úrano também rege a casa 5, expressão criativa e relacionamentos serão certamente chão fértil, para uma projecção teatral, digna de qualquer diva, na forma masculina. A Lua em Libra, a reger a casa da vocação necessita agradar e ser popular, posicionada na casa do "eu faço o que tenho de fazer e à minha maneira", recebendo a energia extra, (Marte em Câncer), e emocional que ajudariam a estratégia daquela projecção romantizada e que encontra na profissão artística o palco ideal para projectar a sua enorme necessidade de ser apreciado. O que faz sentido, olhando o Ascendente regido por Vénus peregrina, uma necessidade extrema de agradar a todos, tudo fará para isso, com este planeta em Gémeos, a diversidade e duplicidade em que também está envolta a sua pessoa. Com isto tudo nem sei se será necessário referir que o Ascendente de Rudolfo no ponto Cardinal, a projecção publica será feita via a projecção do próprio ego.

Nenhum comentário: