26 de ago de 2008

Recordando HCB



Na altura em que se comemora o centenário do nascimento de Henri Cartier-Bresson, (22 Agost0 1908 @ 15hr Chanteloup-en-Brie, França) Como deliro com fotografia, não sei nada da técnica, posso passar horas a ver fotos...HCB é considerado o pai do foto jornalismo, trago aqui o horóscopo dele em homenagem e também porque é um exemplo da arte da fotografia presente no tema vocacional.
O Meio-do Céu pertence a Vénus que nos leva para a Lua e estando em signo próprio está mais forte, e na casa 7, dando indícios que precisa de projecção pública. Olhando a dupla regência de Vénus, a sugerir criatividade e meio artistico. Está agarrada a Neptuno, dono da casa da expressão e activado por Úrano e Saturno, o primeiro indicativo de inovação e o segundo de meio empresarial. Plutão angular, também em contacto com o MC, promete fama e regendo a casa 11, o destaque no meio dos outros. (Na casa 11 o individuo é chamado a fazer a sua parte na mudança do colectivo e por isso ser reconhecido pelos seus pares). Portanto até aqui percebe-se que estamos perante alguém que necessitará expressar-se criativamente, atendendo à regência de Neptuno e contacto com Vénus, terá que ser arte e possivelmente fotografia...fosse mais tarde talvez estivéssemos a falar de TV também. Marte é o planeta oriental, indicador da necessidade de defender causas. O que olhando o horóscopo na sua globalidade faz todo o sentido.
Tinha 22 anos quando numa viagem pela Europa, descobre a sua paixão pela foto, na altura um arco solar de Plutão sobre Neptuno, certamente outras coisas teria HCB a relatar desta fase que o terá influenciado para sempre, na forma como pensava e se exprimia. Aqui poderemos apenas referir a paixão que o acompanhou sempre. Mostrou o mundo a preto e branco, quer fotografando a guerra ou cenas do quotidiano.

4 comentários:

Maria Paula disse...

Boa noite!

Mais uma linda lição e num tema a qual tenho um gosto muito especial: fotografia.
Muito obrigado
Beijinhos

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Ainda bem que gostou, eu também sou grande fã da imagem que vale 1000 palavras.

Boa noite também para si.
bjo

Teresa Marcelino disse...

Ana,

Quem não aprecia fotografia e ainda para mais de um grande mestre?

Acho que a Astrologia é também uma fotografia, só que do "lado de dentro". E a Ana manipula essa técnica de forma ímpar.

Beijo
Teresa

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Olá Teresa, grata pela visita.
Sim a Astrologia fotografa o invisível, depois é só olhar e interpretar. Muito grata pelas suas palavras.

Abraço XL