7 de abr de 2009

brumas pessoais


Há pessoas que têm uma fantástica capacidade de absorver, intuir o que se passa à sua volta; não são necessárias palavras ou qualquer outro tipo de manifestação visível. Cheiram, sentem mesmo quando os sinais exteriores dizem o contrário elas sabem a verdade. Esta faculdade está ligada a Neptuno e ao signo de Peixes, à capacidade de entender a impressões. O outro lado Neptuniano sugere-nos confusão, o que não é claro, o que que não se consegue explicar. A brecha entre o que intuímos e o que é raciocinado já que a mente com dificuldade em explicar o que não entende opta por descartar. Explicar as ditas impressões nem sempre é tarefa fácil e por isso alguns acabaram por se distinguir ao usarem de uma criatividade inusitada.
Momentos em que a imaginação (Neptuno) quando activada por um transito de Úrano poderá usufruir de uma clareza repentina, como um raio de luz que atravessa o nevoeiro e deixa ver o que estava escondido. Ao contrário quando é a nossa individualidade (Úrano) que se vê a braços com Neptuno, eu diria que se poderá começar por pôr em duvida algo que se pensou ser seu e único, como um manto pesado de nevoeiro a cobrir o que até ali era um cenário muito claro.
A imaginação vanguardista ou a individuação através da imaginação, que é apanágio dos visionários.
Em se tratando de dois planetas geracionais, há muitas pessoas que nascem com estes a fazerem um aspecto idêntico nas cartas e nem por isso todos estão vivos na nossa memória. Daí o perigo de se analisar partes sem considerar o todo.
Na história encontramos vários casos em que estas duas energias em aspecto dinâmico, eternizaram o homem através de gerações pelo seu trabalho. Em comum têm um sonho trazido a público, individualidades polémicas, vidas intensas.
A saber alguns exemplos; Bill Gates com Neptuno a reger a casa da carreira activada por Úrano, Frida Kahlo com Úrano a reger a Casa da relações oposto por Neptuno, Benazir Bhutto com Neptuno colado ao MC e a reger a Casa da expressão e do que se pensa tencionado por Úrano os ideais humanitários que lhe custariam a vida.

Em se tratando de duas energias aliadas ao colectivo, serão grandes demais para um homem só, há que partilha-las e trabalhar para além do ego, quando não poderemos assistir a algum tipo de dissociação, comportamentos que nos afastam do mundo que nos rodeia e confinam o crescimento enquanto partes do todo, que somos cada um de nós.

14 comentários:

António Rosa disse...

Ana Cristina

Excelente análise. São esses os tempos próximos para mim com o trígono Nep-Ura em trânsito. Ajudados pelo Sol e Mercúrio a transitarem na 12. Mercúrio fez u aspecto espectacular ao meu eixo nodal e o Pingo Doce abriu «completamente» as suas portas. Estou feliz com o resultado.

Abraço

Ana Cristina disse...

Fico muito contente por ouvir essas boas novas amigo...são tempos interessantes os que vivemos, tempos em que há um reservatório de ensinamentos para quem quiser fazer uso destes. Abraço.

Maria Paula Ribeiro disse...

Olá Ana,

Obrigado pelas leituras.
Tenho estado ausente e continuarei, pelos vistos no meio da bruma...

Beijinhos

Ana Cristina disse...

:-) Maria Paula, o melhor é pores uma musiquinha e deixares-te embalar.
Abraço

Christiane Forcinito Ashlay Silva de Oliveira disse...

Ana

Estou numa fase bem especial neste sentido...

Estudo filosofia,me formo este ano. Meu ascendente é peixes e meu netuno está em conjunção com marte, lilith na casa 9 no mapa natal. Meu urano rege minha casa 12e situa a casa 8.

Este ano meu netuno na 12. E urano esta na 1 em oposição à saturno na 7... Sei que em setembro terei que tomar uma decisão... Minha intuição está aguçadícima este ano e até lá estou em um recolhimento tão grande e numa reflexão intensa, na qual me netuno na 12 etá me levando para o inconsciente, subconsciente... Eu teria muito que dizer neste sentido, só sei que é um mergulho, aliado à filosofia que tanto amo, neste ponto caminho para o meu sol...

O que me preocupa? A oposição Urano a qual traz o "súbito" e Plutão que de uma forma traz a "morte".

Adorei o texto.

Obrigada pela reflexão netuniana. Tenho olhos netunianos como diz meus amigos astrólogos que me conhecem bem e pessoalmente. :)

Chris

António Rosa disse...

AC

O artigo traduzido por Martina Nitzshe já está online. Não encontro o email dela para a informar. ;(

Vou procurar melhor.

Ana Cristina disse...

Chris, ainda bem que gostou; uma sugestão porque não troca a palavra morte por transformação e evolução. Fica para trás o que não faz mais sentido, pratica-se o desapego :-)
Boa continuação.

Ana Cristina disse...

tks António, enviei-lhe email :-)

Sandro Gomes disse...

Ana Cristina,

Andar nas brumas confusas é o que ando fazendo no momento com a quadratura de Netuno em trânsito ao meu Netuno natal retrógrado regente do meu ASC. É uma experiência intensa!!!

Ter Netuno retrógrado como seu regente é viver imerso em fantasias, sonhos e ilusões. E não conseguir expressar isso pra fora, como se estivesse bloqueado. Com a quadratura isso fica mais intenso e evidente. Muita criatividade e escapismo, mas pouca capacidade de expressar isso de forma mais direta e precisa. Pelo menos é assim que venho compreendo melhor essa situação do meu Netuno retrógrado. Foi preciso o trânsito de Urano pelo meu Asc para sacudir o meu Netuno e começar a entender essa situação de retrogração.

Ana Cristina disse...

Olá Sandro, agradecendo a sua visita e o seu testemunho pessoal, que devo dizer muito bem expressado e claro desta energia difusa. Nota-se que tem entendido o processo, faço votos que aproveite a melhor parte da sua caminhada.
Volte sempre :-)

prometeu1 disse...

Oi Ana Cristina

Adorei esse teu artigo

Sou Netuniano de carteirinha.Pois tenho os luminarea aspctando-o(oposicção e cojnução)

Mas não sou tããããão confuso ^-^

Meu Mercúrio e Urano me Salvamm

bjÃO


vOOLIVRE

Ana Cristina disse...

Olá prometeu1

Grata pela visita e pelas palavras...e criativo? Salvé então o raciocínio avant-garde.

Volte sempre

Astrid Annabelle disse...

Ana Cristina,
As coisas de Netuno me atraem...
gostei de tudo que li, na front page e aqui, em comentários...
E assim vou aprendendo.
Beijos amiga.
Astrid

Ana Cristina disse...

Olá Astrid, aprendemos todos e uns com os outros, é sempre fascinante esta interacção. Beijos para si amiga.