11 de nov de 2008

o uso de poder


Martin Luther King, apesar da sua morte prematura teve tempo suficiente para deixar que a sua perspectiva influenciasse muitos e até hoje. Plutão regia a sua casa pública, a sua projecção, estando oposto ao Meio-do-Céu em Capricórnio, Martin "rebentou" com muito do que conceitos ultrapassados e conservadoras que se haviam cristalizado na sociedade de então. Chamou-me a atenção por ser este um exemplo vivo da força de Plutão, quando o individual ao serviço do todo e ao encontrar a resistência das organizações há muito instaladas. Barack Obama, ouvi-o dizer numa repetição de uma entrevista antiga, que o que seria importante era que todos se perguntassem; como posso ser eu útil? Referia-se a ser útil à sociedade, ao outro, a cooperação na ordem do dia, não pude deixar de pensar que era uma das perguntas melhor colocadas e que reflectia muito da sua essência. Obama tem a Lua em Gémeos a necessidade de ser brilhante, intenso e informado a reger a casa 6, a casa de serviço e colaboração (que ele assume para si como individual), sendo a Lua há sempre que contar com a necessidade de nutrir, a fazer oposição ao MC em Escorpião, o poder institucional. Tenho falado amiúde dos contactos de Plutão que poderão começar por ser uma guerra sanguinária e que se transformem em energia regeneradora para o próprio e para os seus contemporâneos.

8 comentários:

Samsara disse...

Olá Ana Cristina
O uso do Poder desta forma acaba por ser muito original porque é amável, suave, tem em conta o outro, por isso o mundo se encantou com ele.
Beijinhos

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Olá Patrícia, o uso do poder só devia ser assim; ajudar os outros a encontrar o seu próprio...afinal é esse o simbolismo de Plutão. Tudo o resto são desusos.

Beijo

António Rosa disse...

Bom dia Ana Cristina,

Já pareço um funcionário de empresa, a aproveitar a hora do almoço para andar na net.

Gostei dessa «como posso ser eu útil?» É uma posição avant-garde por comparação com os políticos comuns.

Até logo.

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

António, LOL, normalmente é mesmo na hora de expediente...o António é um funcionário exemplar :-).

Também gostei muito da frase, um espelho fantástico das condições da casa 6, de serviço de Obama. Caso para dizer Obamemos-nos uns aos outros. :-)

Anônimo disse...

Oi...quem tem Plutão na casa 7 seria então insuperável e inesquecivel em matéria de relacionamentos? Meu marido é um tipo destes e acredito que todas as EX AMADAS andam a passear perto de minha "casa", me compreendes?
Teu site é bárbado, adorei!
Uma fã brasileira!

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Oi Rê, obrigada pela visita e elogio. Se quiseres saber mais de Plutão nas casas, do lado direito, debaixo de "astroassuntos" encontrarás a perspectiva de Plutão nas várias casas.
Volta sempre :-)

Anônimo disse...

Voltarei sim querida!Seu site já está nos meus favoritos!
Gosto muito de ler sobre astrologia e vc escreve maravilhosamente, nos faz pensar, questionar e olhar por outro angulo cada transito ou aspecto! Um grande beijo!
revery8@uol.com.br
;o)

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Rê, mais uma vez grata, é muito bom receber incentivos como o seu. Beijo para si.