17 de dez de 2008

eu faço



No próximo dia 21, o dia do Solstício de Inverno, data também usada para se fazer as cartas chamadas de ingresso solar, usadas para se antever a tendência do país ou cidade nos próximos meses. O dia em que o Sol entra no signo de Capricórnio, este ano já se sabe que o simbolismo deste signo, retracção, trabalho árduo, pragmatismo, responsabilidade, estará mais acentuado, assim o requer o hóspede de longa duração, Plutão que aqui se instalou. Este signo que naturalmente ocupa a casa 10, a responsabilidade do individuo perante o colectivo e as figuras de autoridade e como ele vai assumir esta postura, não se tratando de uma postura passiva mas actuante, trata-se de um signo Cardinal-iniciador e Fixo determinado em levar as tarefas a que se propôs a bom término. Muitas vezes caracterizado pelo seu aspecto ambicioso, porque existe sim a ambição de ser reconhecido pelo trabalho feito, pela sua obstinação em concretizar os planos que delineou, isto no seu melhor. Por isso quando encontramos este signo no Ascendente, tendo em conta também aonde e em que condições se encontra o seu regente Saturno, poderemos antever um ego responsável, por vezes considerado de duro e frio, provavelmente fruto de uma auto imagem construída para protecção, desde cedo obrigados a uma responsabilização por vezes maior que o seu tamanho, poderá ser assumido por estes indivíduos um certo isolamento, característico de quem incorpora qualquer lugar de comando, obrigado a tomar decisões mesmo que o tornem impopular. O caso da Rainha Elizabeth II de Inglaterra, após o seu tio ter abdicado do trono cedo se viu confrontada com aquela responsabilidade de peso, a sucessão. O regente Saturno, agarrado ao Meio-Céu em Escorpião, numa fantástica reflexão do poder politico e institucional que sobre ela recaiu.

10 comentários:

António Rosa disse...

Não recomendo nada um desentendimento com um triplo capricorniano - Sol, Lua e Saturno.

Posso colocar na Escola amanhã ou depois?

Ana Cristina disse...

:-) isso foi alguma experiência António?
Sirva-se :-) eu é que agradeço.

Votos de uma boa noite.

António Rosa disse...

Ana Cristina,

Foi uma experiência com uma astróloga brasileira enfurecida. =)

Muito obrigado.

António Rosa disse...

Ana Cristina, o texto já está no site. Muito agradecido.

Este Pluto-Úrano está mesmo difícil. =) Continuo sem emails.

Ana Cristina disse...

LOL António, tanta energia de Capricórnio não facilita brincadeiras nem a parte light da vida :-)

Olhe que era essa energia que fazia falta aos srs do meo, logo ligo-lhe para lhe dar o recado de uma amiga comum :-) até logo e obrigada.

António Rosa disse...

278 emails entraram agora de sopetão. Que loucura. 7 dias!

António Rosa disse...

A guerra capricorniana foi devido a questões de língua portuguesa e dois modos de ver a questão, de como devem ser editados os livros em Portugal. Um dramalhão.=)

Ana Cristina disse...

Ok António, isso vai-lhe dar mais leitura que muitos livros :-)

Wow eu faço uma pequena ideia, voltar a trás devia ser um tantinho difícil para a sra :-)

HighLander77 disse...

oi Ana,
O sr. Saturno tem de ser tratado por sr. uma vez que ele o exige... E um chato, uma melga, mas ensina com base num mix de trabalho, servico culminando no desejado reconhecimento.
Sendo a casa do pai, o trabalho e o respeito por nos e pelos outros serao indispensaveis.

Abraco,

Paulo

Ana Cristina disse...

Olá Paulo, deveríamos agradecer a presença de Saturno nas concretizações, eu não chamaria a casa do pai,talvez em tempos idos, hoje em dia a sociedade está diferente, as famílias também, por isso o termo de figuras de autoridade que podem ser femininas :-).
Abraço