17 de abr de 2009

ter ou não ter


Na actual fase da humanidade, mais do que nunca temos a sensação de estarmos a ser postos à prova naquilo que realmente valemos. Se começamos a individualizar ou seja olhar para o horóscopo de cada um em busca de indícios de valorizações e o que cada um entende por segurança; os olhares dirigem-se para a Casa 2, o que é certo desde que não se perca de vista o todo ou a abrangência simboliza do que é aquilo a que chamamos valores. EU TENHO e a segurança que isso proporciona não é concerteza apenas uma grande conta no banco.

Se bem que nem todos tenham planetas residentes nesta Casa, todos trazemos com um potencial de auto-estima (auto-valor), aquilo que temos como nosso e pelo que vamos ser valorizados pelos outros na a Casa 8 oposta. A forma com que vamos nutrir aos nossos filhos e dar-nos aos nossos afectos, vejam a Casa 5 no nosso horóscopo é a 4ª derivada a contar da 2ª.
O regente natural desta casa Vénus em Terra, necessita estrutura e segurança isto dentro das normas que convenciona como correctas ou de como deveriam ser. Este será o mote do regente da Casa ou o comportamento dos planetas que lá vivam sempre associados ás áreas que regem.
Quanto mais stressada estiver a Casa mais necessidade de provar o seu valor o que poderá ser feito por uma busca incessante de valorização e esta não quer dizer que tenha que ser à maneira do Tio Patinhas.
Diz-me quanto tens diz-me quanto vales, é o adágio adoptado e interiorizado por muitos, logo é provável que canalizem as suas energias para este amealhar muitas vezes hipotecando ou substituindo outros valores. Não dizendo se a pessoa vai ser rica ou pobre, a Casa 2 poderá indicar se este assunto é ou não um ponto crucial e se pessoa vai estar em continuo trabalho para perceber e entender o seu valor, para poder relacionar-se de igual para igual com os outros na casa oposta. E ser respeitado e apreciado pelos seus pares, afinal a Casa 11ª é a décima a contar da 2ª.
Compramos afectos? Depende de como usamos esta energia, para a ajudar e naturalmente ou a medo e coercivamente, logo se a viagem não é boa o final é provável que também não o seja.

Bill Gates, não tem planetas na Casa 2, regida pelo Sol que conjunto a Neptuno indica ser um homem movido por convicções e ideais, esta dupla recebe uma dinâmica quadratura de Úrano sugerindo rebelião, necessidade de mostrar o seu valor de uma única e os ideais humanísticos. O que me faz juntar a este texto a sua citação:

As we look ahead into the next century, leaders will be those who empower others.
Bill Gates


22 comentários:

Christiane Forcinito Ashlay Silva de Oliveira disse...

Ana Cristina

Hoje, fui conversar com meu diretor espiritual e eu não o via há quase 3 anos. Ele está com 80 anos e é um sacerdote muito sábio. Conversamos por quase 1 hora e foi tão bom que sempre que me lembro começo a chorar...

Lembrei disso quendo li seu texto justamente porque todos andam tão preocupados com o "TER" que se esquecem do "SER"...Este sacerdote conhece tanto a minha alma que ao falar com ele meia palavra basta, pois é como se ele soubesse já exatamente como penso e como é meu agir... E até a minha maior valorização no "SER" ao invés do "TER"...

E tudo basta somente mudar o foco de um olhar, pois todos possuem o "SER" e é isto que faz de cada um singular, especial, valioso, único...

"TER"... é só coisa... não faz diferença... passa, muda...

Engraçado que minha casa 2 tem a cúspide em áries, marte está na 9 conjunto com netuno e lilith em sagitário e tenho a lua em touro na casa 2... Ainda não pensei muito nisso no meu mapa... Vou analisar melhor...

Beijos.

Chris :)

Fada Moranga disse...

Que maravilha! Eh impressao minha ou os textos estao ainda melhores? Gosto muito destas citacoes.

A minha casa 2 tem Sol, Mercurio e Neptuno e sei bem do que estah a falar... com Saturno a entrar na 8 tem dado trabalho. Mas eh no semear eh que estah o ganho, semear o Ser! :-)

Bem haja por esta licao.
Beijos*de Fada

Sandro Gomes disse...

Ana Cristina,

Os temas estão sincronizando com minhas indagações pessoais. Marte é o regente da minha casa 2, estando na cúspide da Décima conjunto a Netuno retrógrado na Nona. Marte em Sagitário. Já li que é muito favorável ter o regente da Segunda na Décima, algo como ter associado a carreira e a profissão com os seus recursos materiais e valores pessoais.

Mas na minha casa 2 também há em Áries o Quíron retrógrado (em trígono com Marte) e a Parte da Fortuna. Com esses dois estou começando a aprender que a mensagem da casa 2, pelo menos para mim, é "valorize-se!". Na casa 1 somos, mas na 2 o convite é valorizar o que somos e os recursos que nos permitem ser. Não apenas ter recursos materiais e imateriais, mas saber usá-los. Assertividade e independência estariam associados a Áries nessa casa.

Bom, foram coisas que me vieram a cerca da minha casa 2.

Abraços

Ana Cristina disse...

Chris, ainda bem que tem um sábio junto de si e que sabe aproveitar esse presente, vivemos numa era em que se arrumam os mais velhos e perdemos tanto quando não os escutamos. Beijo

Ana Cristina disse...

Fada, serão os seus olhos :-), tenho uma amiga que diz; nós não viemos aqui para ser felizes mas para viver e experimentar, não há experiências só más...por isso é avançar, aprender e melhorar. Beijo agradecido.

Ana Cristina disse...

Sandro, basta que tenha o regente da Casa 2, stressado (como o é uma conjunção com Neptuno), para que os assuntos auto-estima e auto-valorização sejam dignos de atenção e desenvolvimento (aprendizagem). Abraço

António Rosa disse...

Olá Ana Cristina

O sempre omnipresente eixo 2/8 nas nossas vidas. Gostei muito do texto e lembrei-me do meu Úrano lá. Nada é linear.
:)
Abraço

Ana Cristina disse...

António :-) não é não mas veja que o regente está confortável :-) e isso é uma boa ajuda. Abraço

Maria de Fátima disse...

Olá Ana Cristina eu penso que é mais importante SER do que TER, é claro que é preciso ter bens materiais mas na minha opinião é ter só o essencial para viver condignamente.Beijinhos e bom fim de semana.

Ana Cristina disse...

Olá Mimi tudo é importante, os bens são bens, sempre que nos tornem melhores e mais conscientes do nosso papel como parte do todo. Obrigada pela opinião e também lhe desejo um bom fim-de-semana. Abraço

Maria Paula Ribeiro disse...

Bom dia linda e lindo texto...

Fizeste-me lembrar isto :"Para algumas pessoas, a segurança deriva de factores externos que geram um sentimento de importância, como uma casa ou um carro. Para outras, a segurança é uma qualidade interior, pelo que podem viver num sítio qualquer, com muito pouco, e ainda assim sentirem-se seguras e protegidas....

Eu sou mais para a segunda frase...Sol (casa 2) oposta a Neptuno na 8...

Beijo grande

Ana Cristina disse...

:-) Muito linda Maria Paula Convicções; dica como nada é linear olha para o regente e seu estado.
Bom dia :-) beijo

Maria Paula Ribeiro disse...

Linda,

Não me queres mandar o código do teu botão para um "mui nobre lugar" no meu blogue?

Se quiseres, manda para o email! ;-)
Jinhos e vão 5 cirurgias esta semana. Quantas terá feito o Jack???? :-)

Ana Cristina disse...

olha que o jack tanto qto sei, era só uma por dia :-)

seguiu por email o botão.
bjos

Maria Paula Ribeiro disse...

:-) Ora lá está ele, confortavelmente instalado!

Obrigado ;-)

Ana Cristina disse...

obrigada eu Maria Paula, eu ainda estou a arrumar os cómodos, não sei se porei botões é que eu gosto desta modalidade, de saber assim que publicam...a ver vamos com diz o cego.

António Rosa disse...

já esatá Mestre em artesanato web 2.
Gostei.

Ana Cristina disse...

:-) agora lutando com a assinatura e ainda há ali um pormenor que o meu amigo gemeniano e vai ajudar :-)

Adelaide disse...

Olá Ana Cristina,

Belo texto!
Eu sou mais para o Ser do que para o Ter. Claro que é preciso possuir o necessário para enfrentar a vida.
A minha casa 2 em Sagitário sem planetas e Júpiter Retrógrado na Casa 8 em Gémeos, faz-me ser ambiciosa mais para o lado do conhecer, do ser, do espíritual. O material passa, o resto fica.
Bom fim de semana.
Abraço

Adelaide Figueiredo

Ana Cristina disse...

Olá Adelaide, esse Júpiter dá-lhe concerteza uma boa dose de confiança :-) Bom fim-de-semana, abraço.

Astrid disse...

Ana Cristina
Gostei de ler este post e seus comentários...aos poucos vou começando a entender melhor estas análises.
Sou pelo ser, e isso você sabe.
O ser valioso tem!
Um beijo de bom domingo.
Astrid

Ana Cristina disse...

Olá Astrid, obrigada; creio que ter e ser são ambos importantes e, que um não invalida outro. O que importa é sejamos para os outros e tenhamos a capacidade de repartir :-)
Bom domingo :-)