11 de ago de 2009

hidierno(s)


Significa ser moderno, voltado para o que é novo e original despegado de conservadorismo. Esta postura é erradamente atribuída aos jovens e eles por vezes também pensam que são uns revolucionários de uma causa maior; outro dia ouvia alguém comentar relativamente às atitudes racistas com que se deparou em camadas mais jovens, nessa mesma semana oiço uma conversa em que se dizia acerca de alguns dos mais novos, que estariam a ser socialmente demasiado segmentaristas e pelas razões erradas de tabus sociais combatidos por gerações anteriores.

Os meus pensamentos voaram para aquela fase rebelde da adolescência e logo em Úrano símbolo da rebeldia; como alguns se podem lembrar é no seio da juventude onde se encontram maiores radicalismos e a ideia de que se sabe tudo e quem ou o que vier contra está desactualizado ou é ignorante, à medida que aprendemos e nos vamos formando na escola da vida chegamos à brilhante conclusão que afinal nada sabemos... a verdade não é apenas uma.

Úrano é o planeta que simboliza o avant-garde e as novas terapias entre as quais astrologia está incluída o que não deixa de ser sugeniris porque as novas terapias são precisamente aquelas que têm bases milenares. Adiante; a geração que nasceu com Úrano em Leão (entre 1955/56 a 62) vem com uma necessidade de afirmar a sua independência através de uma afirmação pessoal contra os ditames que lhe foram impostos durante os anos formativos procurando formas de se evidência na expressão pessoal, nem que tenha começado por ser só do contra. Já a anterior de Úrano em Caranguejo via as reformas no lar.

De 1962 a finais de 68, temos os que nasceram quando Úrano estava em Virgem e aqui temos os progressos virados para as rotinas, as dietas, a geração que hoje beira os 40entas e está aí para reciclar as estruturas obsoletas, o lado prático da invenções. Para eles as terapias alternativas fazem todo o sentido, já deixaram para trás o estigma da ignorância, aliás porque muitos já perceberam que entre a amalgama, hoje há muitos terapeutas com formação superior e que se empenham uma continua actualização numa antítese à crendice, o contrário será uma apologia à ignorância.

De 1969 a 74/75, estão os que nasceram com Úrano em Balança, a geração das reivindicações no que se refere aos casamentos e à dissolução do mesmo, foram naqueles anos que os divórcios atingiram o seu auge e a geração foi criada por uma parceria diferente e aberta, também para esta geração cresce a importância de serem apreciados pela sua individualidade e, para isso se arriscam, o lado sombra será a liberdade pessoal vs a vida em parceria.
Úrano entra em Escorpião de 76-81, a necessidade de se reinventarem, de se rebelarem contra taboo(s) sexuais no seu melhor a sexualidade é encarada de uma forma mais liberta de preconceitos.

De 1981 a 1988 temos os que nascem com o planeta em Sagitário, anos que são marcados por reformas religiosas e filosóficas, esta geração tem um entendimento da religiosidade intrínseco e holístico, tenho tido oportunidade de verificar as suas preocupações em serem úteis e correctos para como eles e com a sociedade, uma geração que me enche de esperança.

De 88 a 1996, Úrano em Capricórnio anos em que a noção de estabilidade muda, a ideia do emprego para toda a vida cai por terra. Anos de grande individualismo, potencializando um lado sombra de ambição de se querer personalizar a liderança a todo custo.

De 1996 a 2003 Úrano no próprio signo Aquário, as crianças que encontramos com uma apetência para o novo, parecem nascer com um chip tecnológico com uma consciência de que é necessário preservar o planeta e os seus recursos, a aceitação da diferença, um lado sombra será um grande individualismo. Hoje temos o planeta Úrano em Peixes, a propagação e a promoção, de tudo do bom e do menos bom é rápida e global.
Para mim é fascinante observar como nisto das gerações, a que se segue é um subproduto da anterior, no seu melhor e pior.

4 comentários:

Joana disse...

Aprendi muito. Obrigada! :)

Ana Cristina disse...

Joana, muito grata :-)

marcelo dalla disse...

Olá querida! Este assunto é fascinante! Tenho 43 anos, minha geração nasceu com Urano em conjunção com Plutão... gostaria de me aprofundar mais nesse assunto.
bjos

Ana Cristina disse...

Oi Marcelo, em Virgem pelo que se nota a tendência pelas novas terapias e curas um desejo de reforma. Com Plutão já se sabe que tudo fica mais intenso, inclusive a forma como cada um se quer manifestar individualisticamente...pode ser que um dia destes saia um post e assim vc fica com mais umas "ideias".

beijo