11 de out de 2009

a vida acontece


Recentemente vi finalmente o filme, Milk; Harvey Milk. Como sempre fico comovida quando vejo seres humanos que movidos pelas suas convicções arrastam multidões. Marcam uma era, há um antes e depois deles.
Com o Sol (essência) em aspecto dinâmico com Neptuno (idealismo), ainda mais sendo o 1º regente da pública Casa 7, formando um padrão do apaixonado convicto. Com a Lua na 1ª Casa, a necessidade de deixar a sua impressão digital no mundo.
Júpiter (leis e direitos) rege o MC e está conjunto a Vénus (expressão social) que regendo a Casa da comunicação e a 8ª, deu voz aos direitos gays. Júpiter também dinamiza a Lua, que bem a propósito regia a 5ª (expressão artística e amorosa) e a 6ª, quem viu o filme lembra-se certamente da analogia que o Milk fazia entre ser politico e estar num palco, o que era necessário era atrair atenções. O que ele fez bem e com um propósito.

Em 1973 quando dá inicio à sua carreira politica, arco solar de Plutão potencializa, a quadratura Sol - Neptuno, ao mesmo tempo que o MC activa Marte = focalizado no assunto profissional, esforços canalizados. Interessante notar que Saturno em Caranguejo a chamar atenção do colectivo para os assuntos do lar e da família, oposto ao Saturno natal de Milk já por si activado, a reflectir o tempo para a tomada de posição. Seria em 1977, que ganharia assento politico como bem espelha o transito de Plutão a Saturno = proeminência e politica. Estes transitos espelham sempre momentos em que somos confrontados com o que fizemos no passado, momentos de verdade e colheita; para Milk foi a recompensa do trabalho árduo e dedicado a uma causa, afinal foi fiel a ele próprio, mesmo que que lhe tenha custado alguns amargos de boca.
A 27 Novembro de 1978, é morto a tiro, Úrano tanto em arco solar com em transito estão muito presentes na carta de Milk, co-ajudados por Marte.

The important thing is not that we can live on hope alone, but that life is not worth living without it.
Harvey Milk

6 comentários:

marcelo dalla disse...

Esse filme também me comoveu bastante. Sua análise está muito esclarecedora, querida! Grato!
bjosssssssss

Ana Cristina disse...

Marcelo, grata sou eu, a carta do Milk é fascinante principalmente ao observar o uso que ele fez das suas potencialidades e quando é assim vc sabe...a vida acontece.
Beijoooooooooooooooo

António Rosa disse...

Bela análise. Fez-me recordar outras igualmente brilhantes, em 'Homens e Mulheres do Mundo'. Muito bom. Grato.

Ana Cristina disse...

Grata sou eu amigo, é excitante ver a vida acontecer assim tão intensa e depois quando vemos aquelas que ficam aquém ficamos tristes :)

Maria Paula Ribeiro disse...

Good night Lady,

Não vi o filme, mas é como estivesse a ler a vida dele, um mini-potente retrato dele, muito bem feito, as usual! :-) Bem-haja.
Ando distante, mas sempre com um "bichinho" na Astro... :-)
Beijinho

Ana Cristina disse...

Grata Mª Paula e, assim que puderes aluga do DVD e vÊ :) Beijo