9 de jun de 2010

o modo da modalidade

 Traduzindo do astrologês, modalidade a qualidade da força motriz que está por detrás da actuação.

Independentemente do Elemento; Fogo, Terra, Ar e
Água o tipo de energia que nos faz vibrar; Inspiração, Construção, Ideias e Sentimentos há também a considerar a forma como fazemos e actuamos.

Antes de se atingir o pleno da obra feita existe a dúvida, a frustração ou a confusão:
Os signos Cardinais, de que tanto se tem falado ultimanente (Àries, Câncer, Libra e Capricórnio) Ideais para começar para dar o 1º passo mas para que isso aconteça será necessário que vençam as dúvidas e iniciem mesmo. Para isso terão que deixar para trás a hesitação; começando por reconhecer que existe uma sociedade, aceitando o risco, tomando uma decisão mesmo que impopular, perdendo o receio de errar.

Os signos Fixos, (Touro, Leão, Escorpião e Aquário) Ideais para levar a cabo o trabalho a que se propõem desde que não sucumbam à frustração de que as "coisas" não são como se idealizaram,  de que não se recebeu o reconhecimento devido, de não podemos controlar tudo, de que o mundo não está preparado.

Os signos Mutáveis, (Gémeos, Virgem, Sagitário e Peixes) Ideais para mudar de curso quando necessário, desde que não se percam na infinidade de hipóteses até entenderem a certa, por serem tantas que se dispersam, porque nenhuma é válida, porque precisamos de estar sempre correctos, porque não é ainda a ideal.

Todos somos compostos de diferentes modalidades, por vezes umas predominam mais do que outras, umas completam ou travam outras.

Se misturarmos a qualidade Cardinal e Fixa, temos teimosia e tenacidade, empreendedorismo, uma pitada de Mútavel será o ideal para que se abra a porta à mudança quando esta se torna necessária.

Caso abunde a qualidade Cardinal e Mutável, uns impulsionadores, caso não descubram em si as qualidades de construção ou capacidade de dar  continuidade têm que procurar estas no ambiente que os rodeia.

Com predominância de Fixos e Mutáveis, temos uma teimosia vacilante, as dúvidas ou negação podem ser enormes é necessária uma estratégia e coragem para se iniciar.


Muitos de nós sentimos uma discrepância em áreas de vida, se de um lado somos pragmáticos e determinados, do outro temos mais dúvidas que certezas, sentimos-nos vulneráveis e resistimos estoicamente à mudança ao ponto de nos sentirmos victimizados.

Entender que estas "prisões" fazem parte da nossa impressão digital e que se materializam na nossa vida porque as padronizámos no nosso comportamento, porque tanto as tememos que as acabamos por atrair, culpando os outros, diminuindo a nossa auto-estima, capitulando com num auto-sacrifício que tentamos justificar de todas as formas, educação, responsabilidade e só muito raramente como a nossa incapacidade de lidar "de outra forma" com determinado assunto.

Pegando no exemplo dos grandes trânsitos actuais, a tensão da Cruz Cardinal. De uma forma global esta qualidade de iniciativa tem estado e vai continuar a ser posta à prova; com Plutão e Saturno pela transformação e trabalho árduo. Com Úrano aceitando e abrindo para o novo e inesperado, ajudado por Júpiter estamos no limiar de uma nova filosofia e de novos valores sociais.

Se bem que os ventos soprem com uma qualidade iniciadora, os Elementos são diferentes; Plutão em Terra (Capricórnio) transforma valores materiais, instituições, organizações e estruturas que têm organizado a sociedade. Saturno em Ar (Libra), reestrutura parcerias, relacionamentos, o modo como convivemos e nos projectamos publicamente. Úrano em Fogo (Áries) o novo que irrompe e a necessidade de acompanhar a velocidade do inesperado, a quebra com o passado. Júpiter em conjunto para estabelecer a nova ordem, a nova justiça, uma nova filosofia de vida.

Vale a pena meditar do que nos últimos anos tem mudado na nossa vida, a nível de estrutura, subsistência, relações e o que está a carecer ser mudado e aquilo que aprendemos e sentimos ter mudado dentro de nós. O que nos falta para nos libertarmos ou aquilo em que temos cedido, acabando por se tornar na nossa expiação. Aonde cai esta cruz na nossa vida em que áreas têm sentido a pressão. Ouvir-nos 1º para depois actuar, já que não há neste momento livro de instruções, o campo está aberto para a novidade.

7 comentários:

António Rosa disse...

Ana Cristina,

Aprendizagem + Expiação. Pois é!

Magnífico texto.

Abraço.

Ana Cristina disse...

:) António, obrigada, beijo.

Astrid Annabelle disse...

Ana Cristina! Bom dia!
Maravilha!!!
Este texto eu vou guardar para ficar relendo. Ando mesmo sentindo coisas novas no ar!!!
Vou meditar mesmo a respeito.
Beijo grande e agradecido.
Astrid Annabelle

Ana Cristina disse...

Astrid, muito grata e honrada, de uma Alma como a sua é um privilégio.
Abraço

Maria Paula Ribeiro disse...

Boa noite Ana,

Um dos teus melhores post! ;)))

E ainda mais lindo quando nos apercebemos no mundo que nos rodeia e no nosso mundo interior que tudo se move tal como o descreves!

;))) Bem-hajas!!
Beijo

Maria Paula Ribeiro disse...

Boa noite Ana,

Um dos teus melhores post! ;)))

E ainda mais lindo quando nos apercebemos no mundo que nos rodeia e no nosso mundo interior que tudo se move tal como o descreves!

;))) Bem-hajas!!
Beijo

Ana Cristina disse...

Maria Paula muito agradecida por te deixares tocar, pelo entendimento e pelas palavras.
Beijo e bem-hajas tu :) A Vet mais holistica que eu conheço.