14 de ago de 2010

aonde, quanto?

aonde as nossas necessidades nos levam? 

Na vida vamos atraindo pessoas e situações que reflectem partes de nós, mesmo que não gostemos do que vemos nesses espelhos, podemos sempre aproveitar para retocar e melhorar.

O Ascendente como é sabido, um filtro ou uma capa, que o Sol (essência) e a Lua (a necessidade de... para nos sentirmos emocionalmente nutridos) usam como protecção dos nossos egocentrismos.

Por isso tanto se fala de nos despirmos do Ego, nada fácil, às vezes é preciso quase um cataclismo para irmos quebrando capas, algumas mais para armaduras.

Então lá vem um toque daqueles mais forte de Neptuno (dissolução), Úrano (erupção) ou Plutão (morte) para aconteça a mudança. Os que falam astrologuês referem estas épocas dizendo o planeta.
Em consultas e porque as pessoas não necessitam saber astrologia para sentir. Oiço frases como; - nada da minha vida faz sentido ou - só quero retirar-me para uma vida mais simples com mais significado, longe desta sociedade consumista, isto no caso de Neptuno.
Quando é Úrano, a manifestação vem com uma enorme necessidade, urgência de mudar a sua vida, de correr riscos, em busca de uma libertação.
No caso de Plutão, as guerras internas são enormes e os estados alternam entre; - eu posso e, - eu não aguento mais.

Sem dúvida que ao observar cada um destes casos, verifico como está a Lua a cooperar no processo, se o agudiza ou suaviza. Como está o "emocional" envolvido no processo?

Não é coincidência que neste momento estar rodeada por Luas sob os efeitos de Plutão, como o caso das que estão em Câncer cuja necessidade de protecção e segurança familiar é enorme e parece ser aquilo mais difícil de conseguir no momento, abrindo algumas feridas emocionais. Mesmo os mais desligados intuem estarem relacionadas com assuntos muito mais lá atrás.

Outros que têm a Lua em Libra e, por isso uma necessidade de serem apreciados e populares, cheios de dúvidas, a sentir o momento do tudo ou nada, com alguns a gozar um momento de auge consoante aquilo que desenvolveram até aqui. Outros a recapitular e reformular (onde têm andado à procura da dita) já que que não têm sentido a apreciação de que tanto carecem.

Ainda há as Luas em Áries que oscilam entre a força quase bélica para impor as suas necessidades prioritárias e a oposição que os poderá numa primeira fase isolar dolorosamente, até aprenderem a formar equipa.

Não posso deixar de referir algumas Luas em Touro (135º) cuja necessidade de construir e manter as coisas, coisas essas que lhes escapam e que poderão dar-lhes um sensação de impotência abanando a auto-estima, como um ritual de passagem em que terão que deixar para trás algumas das estruturas físicas ou pessoais.

Ou Luas em Peixes (45º) que poderão ter tido a visão do trabalho que precisam fazer, por muito irrealista que este lhes possa parecer. Assim como algumas Luas em Escorpião, a aprender de que nada dominam... Enfim estes contactos de Plutão nas cartas individuais sugerem um período de reformulação, a morte necessária para que nasça a nova perspectiva. Este trabalho tem o seu quê de dor mas como diz o povo o que dói cura.

Deixei para último as Luas em Capricórnio, as grandes organizadoras, adoram planear o dia, a semana a delas e a dos outros. Quem se compromete com elas, é melhor que cumpra. Caso não possa mostrar o desagrado abertamente vai mostrar uma disposição de fugir.
De uma grande seriedade de uma forma geral os donos destas Luas, cedo se viram responsáveis numa pressa de mostrar quão capazes eram.
Ao longo da vida vão aprender que nem sempre depende só deles fazer as coisas acontecer, precisam de colaborar com o todo, as coisas ficam bem mais fáceis para os próprios e o progresso que almejam pode ser bem mais rápido.
Nesta altura muitos dos donos destas Luas estão aprender que não precisam fazer tudo sozinhos, que podem e devem relaxar e amaciar.

Plutão em Capricórnio, mexe com as estruturas, com as organizações, com os alicerces, com o que se tinha como fixo, o que sempre foi assim. Aplicando a simbologia à realidade de cada um, com as devidas cautelas, já que só estou a pegar numa parte do tema, que é a carta natal.

Para uma Lua em Capricórnio na 1ª Casa, a querer organizar sozinha e á sua maneira, provavelmente vai ter que chegar a um consenso com um sócio ou parceiro intimo,  assuntos semelhantes estarão em causa com a Lua na 7ª, os outros serão os agentes e espelho para a sua reforma pessoal.


Na 2ª Casa, os valores e auto-estima, quando nos valorizamos pelos zeros da conta bancária é natural que tenhamos que aprender que não é assim, o mesmo âmbito para a Lua na 8ª, a necessidade de juntar recursos para se conseguir o que se quer, para alguns aparece na forma de empréstimos da banca.Ganhos e percas daquilo que valorizamos em nós e nos outros.

Na 3ª Casa, o nosso discurso pode mudar nem que para isso tenhamos que aprender por confrontos nas vizinhanças ou com irmão, assim como na 9ª a necessidade de aprender e depois de tanto procurar, pode bem ser a altura do aluno estar pronto e encontrar o mestre.

Na 4ª Casa e na 10ª, a casa e a vida profissional em transformação, uma promoção ou mesmo uma vida totalmente diferente, algo que vem mudar a nossa perspectiva levando-nos a reformular.

** Na 5ª Casa a criatividade, a expressão amorosa tem que dar e viver a 100%, também queremos ser amados e transformados pelo amor, coisas da 11ª.

Por fim na 6ª Casa, a Lua em Capricórnio poderá ser uma workaholic que talvez venha a precisar de um tratamento de desintoxicação para reformular a forma como coopera com os outros e organiza os seus dias. Na 12ª Casa, poderá ser um dos trabalhos mais profundos e solitários mas também dos mais transformadores e abrangentes. Quando nestas duas Casas e no Ascendente, há que dar um cuidado extra com a saúde.

Mais importante do que saber como termina o processo é como vivemos estas fases de crescimento que são as mais importantes da vida e, Plutão sendo um potencializador, temos o potencial do alquimista. Aonde e quanto somos capazes...para satisfazermos as nossas necessidades?

** Acrescentado, a falta notada por uma leitora atenta ou com estas Casas ocupadas.

15 comentários:

Sandro Gomes disse...

Ana, uma boa descrição do trânsito de Urano pelo Asc. Daqui há algum tempo chega Netuno...

Senti falta da Lua em Virgem, já que o trígono de Plutão também está a caminho.

Abraços

Ana Cristina disse...

Olá Sandro, notará que só me referi as aspectos chamados de difíceis e que eu prefiro chamar de dinâmicos (provocam energia) ao contrários dos fáceis como o que refere, que sendo facilitadores podem não gerar consciência :)

Tenha um bom domingo.
Abraço

António Rosa disse...

Como a própria vida. Gostei imenso.

Abraço.

Ana Cristina disse...

:) António, obrigada e bom domingo.

Beijo

Adelaide Figueiredo disse...

Ana Cristina,

Gostei muito deste post!
Um bom domingo.
Abraço

Ana Cristina disse...

:) obrigada por o expressar :) bom domingo para si tb.
Abraço

hanah disse...

Amei o texto, acho que é assim mesmo, não dá para pular fases, como num video game.


Bom domingo !!!

Ana Cristina disse...

:) não dá mesmo hanah.

Bom domingo, para ti também e duplamente grata :)

Maria Paula Ribeiro disse...

Olá minha linda!

"Aonde as nossas necessidades nos levam?"
;))))
Onde for preciso, ;) mesmo que neste momento seja ainda tudo dúbio e lento...

Mas as mudanças estão aí, lá no alto do céu a projectar cá par baixo! ;))))

Estás cá com uma inspiração "astrologuesa" que é obra! ;))))
Bem-dito Verão!;))))

Jinhos

Ana Cristina disse...

MP :) inicio de comentário Plutónico 0 teu :) e de cá de baixo para cima.

Bom domingo (resto)
beijo

Joana disse...

Ana Cristina,

Grata pelas dicas. Ajudou-me a perceber muita coisa.

Beijinhos

Ana Cristina disse...

Joana :) fico feliz, tenha uma excelente semana.
Beijo

Onda Encantada disse...

Ana Cristina,

Como sempre, um bom post!

Gostei da descrição da lua capricornio, sobretudo, porque já me revi nessa do controlo mas neste momento, sou a pessoa mais desorganizada (lua cap na 12 conj sol) e não quero mesmo nada controlar o meu dia. Aliás, sofro a acusação comum, de não se poder contar comigo, a longo prazo (1 semana) porque (digo eu) ainda não sei o que me vai apetecer... :)))

É verdade, que desde cedo, era extremamente organizada e pontual, agora... deixo fluir, sem stress... E sabe-me muito bem ;)

Onda Encantada disse...

E já agora... ehehe...

Um abraço CHEIO :)

PS: Não costumo comentar, mas costumo ler... tem dias ;)

Ana Cristina disse...

Onda Encantada.
Grata pelo cometário e testemunho :) Lua na 12ª é sempre a mais Neptuniana :), deixar fluir...ser surpreendida...encontrar de repente algo de especial :)...

Tenha um bom dia