4 de set de 2010

eus I

Acerca do Ego: 
"É um dado complexo formado primeiramente por uma percepção geral de nosso corpo e existência e, a seguir, pelos registos de nossa memória" 
Carl Gustav Jung

Em astrologia podemos observar a existência no Sol e os registos da memória na Lua.

O Ascendente, a Casa do Ego e parte do corpo físico e por isso vai bem além da aparência e características físicas. Dependendo da força do Ascendente (signo, condições do planeta regente e planetas que lá se encontram) assim este filtro é mais ou menos patente numa 1ª aproximação.

Aqueles que gostam de se pôr a advinhar o signo das pessoas com quem se cruzam, se pensassem nos arquétipos dos planetas, acrescentariam ao jogo uma maior probalidade de acertar. Já que normalmente é precisamente o simbolismo do planeta mais forte que se destaca ou então um cluster de planetas pessoais em determinado signo.

Estas nuances irão influenciar e mesclar as carateristicas fisicas que são atribuídas aos signos. Como tudo em astrologia devem ser usados com parcimónia, não é o mapa astral que diz como a pessoa é mas sim a pessoa que dá vida à dita carta astrológica.

Voltando aos Ascendentes, como uma pessoa se prepara para sair de casa, os pensamentos que lhe ocorrem no inicio do dia e escolhe a roupa para enfrentar o mundo.

Imaginem um Sol em Virgem, vai querer estar sempre limpo, com a roupa adequada e esmerada. Agora vistam-no com um signo de Capricórnio, levanta-se a pensar no trabalho que tem pela frente nesse dia e se o Saturno estiver em Aquário, podemos contar com alguma improvisação, talvez até lhe encontrem uma camisa ás flores no armário.
Bem diferente do que tiver Saturno em Capricórnio, tudo será mais contindo e planificado, arriscar-se com modelos diferentes mais complicado. Ou se o Ascendente estiver em Touro, a aparência vai além da limpeza e asseio, tem um toque de requinte, há um cuidado extra nas conjugações, o sentido estético é apurado e provavelmente o cabelo tem que estar sempre impecável. Há que estar preparado para qualquer tipo de encontro  e para isso há estar no seu melhor.

No caso de um Sol em Escorpião, que todos esperarão ver uma sexyualidade patente ou destanciamento que tenderá a ser visto como frieza, claro que poderemos contar com uma certa altivez. Talvez vejam um pouco disto tudo se o Ascendente estiver no próprio signo. Já se levantaram a pensar nos problemas que têm para resolver.  Mas se Plutão estiver por exemplo em Virgem, toda aquela expectativa sofrerá ajustes e dificilmente verão esta mulher espalhafatosa, consciente do seu poder mas que guarda quase com humildade.
Se o mesmo Sol em Escorpião fôr vestir um Capricórnio Ascendente, vamos encontrar um rigor ainda maior, a necessidade de vestir para a ocasião principalmente se o Saturno estiver no próprio signo, a roupa faz parte de um plano.

Ainda no Ascendente em Escorpião mas com o Sol disposto por Vénus, a estética está lá mas haverá uma camada mais marcante, (nascidos entre 1984 e 1994) a experimentação da moda como uma forma de se reinventarem.

Nesta alegoria de eus, tenho deixado de fora um elemento importante a Lua, mas esta não é de somenos importância neste intricado jogo. Quando nos preparamos para o mundo temos de necessidades de ser vistos como... Por isso é natural que os elogios preferidos sejam aqueles de que necessitamos, quando não vamos até ficar incomodados com uma apreciação fora de contexto.

Se uma Lua disposta por Vénus é capaz de apreciar um elogio mais mundano já uma Lua em Sagitário vai querer ser respeitada pelas ideias e o piropo que primeira apreciaria a segunda poderia senti-lo como inocuo ou mesmo fútil. Parabenizar uma Lua disposta por Mercúrio pela sua versatilidade fa-la-á sentir-se feliz mas se o fizermos a uma Lua em Escorpião ela poderá ficar a pensar; - mas que é isto, chamaram-me de futil?!

Nenhum comentário: