26 de fev de 2011

bco & negro

claro e escuro, ambivalências que todos temos, poucos são as que têm o dom de as usar com a mesma força, na hora certa sempre que precisam de uma ou de outra; quase todos conhecemos as conhecemos no emergir mas nem tantos os que a exploram, aprofundam.


Hoje vi um filme que me transportou para o reino de Escorpião, não apenas pela sensualidade mas pela necessidade de morrer para se transformar.  Morte, que podendo não ser a morte fisica, tem que que ser morte de algo para que haja lugar para o novo, ou o reprimido.

Falo do filme Black Swan, quem já viu, assistiu à necessidade de libertação, uma necessidade que se torna em obsessão.

Por curiosidade, espreitei a carta do homem que escreveu o enredo original e o que na vida deste se passava à época.
   
Tchaikovsky. Em 1877, quando estreia o Lago dos Cisnes, que na altura foi um fracasso, é também o ano em que se casa, para se redimimir, fugir das tendências homossexuais que o confundiam. Sem dúvida o seu cisne negro.

Nessa altura, o homem que nasceu com uma quadratura Úrano (irreverência) - Saturno (tradição), sendo Saturno regente da sua Casa 7 e 8ª parte do prefil sexual, é natural, alguma ambivalência. O desafio entre o diferente e a tradição, muito provavelmente pontuaram as suas relações.

No ano em que se vê atormentado pelas ambivalências, um arco solar Neptuno (visionarismo e dissolução) está em cima de Úrano, activando, dissolvendo e confundido o homem. Na altura opta por casar, por forma a calar o mundo e provavlemmente numa tentativa de matar o seu cisne negro. Ou um hino à libertação.

12 comentários:

Joana disse...

Agora que li o teu post, também concordo que o filme é do reino do escorpião. :)

Beijinhos

Sonia Beth disse...

Olá Ana e colegas do Espelho de Vida. Uma excelente noite a todos.


Acabei de assitir o filme e fiz um comentário no meu blog soniabeth.blogspot.com.

Eu fiz a ligação com o eixo Virgem/Peixes. A questão da perfeição , ficou muito forte para mim.

beijocas querida e obrigada por me permitir ver o filme sob este aspecto escorpinano.

Ana Cristina disse...

Joana, totalmente :)
beijo

Ana Cristina disse...

Beth grata pela visita e pela partilha da sua visão :) daria uma discussão rica e divertida, entendo a perfeição de que fala...mas não descuro a necessidade insana por vezes, do Escorpião de querer influenciar e controlar pela mestria.

Abraço

Astrid Annabelle disse...

Muito interessante mesmo Ana Cristina!
Não assisti ao filme mas vi e li a história. E concordo com você quando diz que precisamos morrer para nascer de novo! Sem dúvida nenhuma!
beijos
astrid Annabelle

Ana Cristina disse...

Astrid :) veja o filme, vale a pena.

Beijo e bom domingo

Maria Paula Ribeiro disse...

Boa tarda Ana,

Tão bem que pintas uma bibliografia, Astrologiacamente.... ;)

Lembrar-me-ei quando vir o filme! ;))

Gostei...

Beijo e Bom Domingo

Ana Cristina disse...

:) obrigada...vai ver...que a ti te vai dizer umas coisitas mais...tem lá ingredientes para todos.

Beijo e bom domingo

Maria Paula Ribeiro disse...

;))) Okis.... tenho de ir ver na fnac... ;))

Logo vou pintar "o teu post" ;PPPP

;)

Ana Cristina disse...

não creio que o dvd já esteja à venda..., inspira-te :)

Siala disse...

é sem dúvida o próximo flme a ver, talvez esta semana...por todas as razões :) este é um tema de que gosto muito, as ambivalências, a morte necessária para um renascimento, para a libertação. Namasté!

Ana Cristina disse...

:) claro Siala, cada um com as suas ambivalências...o filme é arrebatador :)

Abraço