5 de mai de 2012

como os bichinhos

acredito que quando se fala de instinto de sobrevivência, se associa à força de um animal como sinal do poder desta energia inata aos humanos.

Ora quando nos referimos a este poder de instinto associamos ao signo de Escorpião, à Casa 8, a Plutão e a Marte. Quando se (re)age por instinto, não querendo entrar em teorias de inconsciente e não-consciente, mas ao simbolismo do signo e da Casa como áreas que requerem  aprofundamento para que o individuo se conheça, até onde e até quanto.

Neste signo e nesta Casa do elemento Água e profunda, muitas vezes indicia que os planetas pessoais ali emersos, sentem esse peso emocional e sucumbem a este. Os trabalhos nestes palcos são sempre profundos, lida-se com a morte, o sexo, a sobrevivência. e o dinheiro dos outros. Nos tempos modernos dinheiro está associado à sobrevivência, para além da sua conotação de poder.

No actual ciclo socioeconómico, uma grande maioria conhece de perto casos mais ou menos dramáticos de sobrevivência. Alguns já terão assistido ao descontrole de indivíduos ao se sentirem inibidos monetariamente falando, o risco da não subsistência das necessidades básicas.

Foi este descontrole, que me fez pensar em Plutão e nas suas Forças obscuras; fez-me pensar no instinto sexual e no descontrole para se atingir o climax, um campo muitas vezes sem leis. O que encontra paridade em força e na falta de controle quando o dinheiro falta. Momentos em que nos tornamos bichos.

Plutão em Capricórnio, temos visto este reflexo no arrasar de status quo, o que tinha sido erigido pelo trabalho - Saturno e Capricórnio; morre e transforma-se, individualmente poderá dar lugar ao descontrole com base na perca.
 Exerce-se o poder animal "atiçado" por Úrano em Áries (quadratura actual). Acções não racionais em prol da sobrevivência. Úrano electriza a vontade própria, a necessidade de igualdade, as energias são fortes e capazes de se sobrepor a acção à razão. O instinto que se eleva ao racional.

Com a entrada de Saturno em Escorpião (Outubro 2012), este poder animal deverá ser temperado, uma aprendizagem dura, um assumir de responsabilidade, as restrições ao desejo. O poder vem deste trabalho. O desejo cede às lições de vida. As transformações muito provavelmente á custa de crescimento emocional. Na carta pessoal, poderão verificar as passagens de Saturno na Casa 8 e encontrarão paralelismos.


2 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Li e aprendi...mais um texto muito bom Ana Cristina.
Um beijo agradecido.
Astrid Annabelle

Ana Cristina disse...

beijo Astrid :)