2 de jan de 2008

Ano Novo


A carta do inicio do Ano de 2008, para Portugal; torna-se interessante para antever temas dominantes pelo ano adentro.

Assim sendo as primeiras impressões registam;

A quadratura em T com Ascendente, representando o povo; sendo um dos braços da oposição o stellium na casa IV, oposição, sugerindo a continuação das querelas internas internas, oposto por Marte, conjunto ao Meio-do-Céu ou seja ao partido no poder.
Marte a reger as casas VII (parcerias) e VIII (recursos financeiros públicos).

Em se tratando de Marte-Júpiter, propaganda, Marte na IX a propaganda externa, verificamos também Marte-Plutão III, discussões acaloradas, jogos de poder, especial destaque para as comunicações (transportes e não só).
Aeroporto e TGV tendem a continuar a ser um ponto fulcral de discordia.

Considerando a carta de Portugal (5 Outubro de 1143 @ 12;01 Zamora) Plutão rege a casa XI, poder de liderança de grandes grupos.

Interessante a posição da Lua regente do MC na casa I, a necessidade de governar livremente, sem intervenções, note-se a tensão com Mercurio a reger as casas XII (instituições publicas) e IX (justiça/educação), um reflexo da crise emergente de algumas decisões politicas no que se refere a estes organismos.

Saturno retrogrado, rege a casa IV, a do partido da oposição na casa XII, sugere uma certa repressão, que poderá reflectir uma aparente omissão.

Tendo em conta que Vénus rege o Ascendente, as casas II e IX e está peregrino sugerindo uma maior relevância dada pelo povo aos assuntos financeiros e politicas externas.

Votos de um Bom Ano de 2008

Nenhum comentário: