22 de mai de 2008

Um homem com um propósito


Dois lados da mesma moeda, falo de Jupiter ( lei, expansão, fé) e Saturno (ambição, responsabilidade e medo) polaridades da mesma energia, a ambição que nos conduz à expansão e a ética que conduz à responsabilidade. O medo que nos segura, a fé que nos move.

Por isso quando vejo os dois juntos, tenho que pensar em propósito;
Aplicação do rigor, apelo do convencional, o poder da lei, a concretização de crenças quando norteados por um propósito de vida.

Em transito Saturno (restrição-ambição) ao passar sobre Jupiter (expansão-assertividade) sugere que é hora de cortar exageros, redimensiona crenças e provavelmente sugere um tempo de parcimónia.
Jupiter ao passar sobre Saturno (ambição), reafirma ambições, dogmatiza posturas, expande receios.

Obama Barack, independentemente da nova hora certa de nascimento, recentemente uma nova hora foi ventilada, tem estes dois planetas conjuntos no horóscopo. Saturno forte a sugerir ambição e estratégia, com Jupiter a procurar as recompensas pelo seu empenho.
Um homem com um propósito que seja qual for o desfecho será recordado por toda a história americana.

Considerando o nascimento ás 13;06 hrs, Saturno rege a casa das comunicações e Jupiter a dos valores. O propósito de comunicar seriamente novos valores. Plutão rege o Ascendente e na X a perspectiva do poder.

Aos 19 quando vai para Los Angeles estudar Jupiter tocava o Meio-do-Céu (AS), para a expansão dos valores (conhecimentos) ingressando na universidade.

Neste momento o arco solar de Vénus ao Meio-do-Céu reflecte a popularidade que lhe conhecemos.

Se se considerar o nascimento mais tarde(19;11 hrs), Saturno rege os bastidores (casa XII) e Jupiter a do sonhos, entre eles de ser "querido" reflectindo ansiedades trazidas da infância que são conhecidas e dirigidas às suas raízes e figura paterna.
Plutão rege o MC e está na casa pública (VII), a perspectiva de poder pela profissão.

Aos 19 anos um arco solar de Neptune ao MC, indicador de altura confusa no que se refere a carreira, vocação, oferece-me alguma resistência mas... Aqui falta um factor primordial, que seria uma conversa com o próprio Obama para que ele dissesse que memória trazia daqueles tempos. E como estará a interiorizar esta importante altura da sua vida, em que astrológicamente se vislumbram indicações de uma reavaliação de vida, normalmente acompanhada por glória se se está no caminho certo ou precedida por mudança de rota, no caso da insatisfação.

No Verão, Obama que nasceu em 61 estará a passar por um ajuste de perspectivas.

Se a campanha americana já era um desafio, agora ainda se tornou mais "desafiante" astrologicamente falando.

2 comentários:

António Rosa disse...

E que propósito! Obrigado pelo linque.

António

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

:-)não tem nada que agradecer, esta campanha que está a tomar contornos bastante curiosos.

Ana C.