5 de jul de 2008

Movida por uma causa

Ingrid Betancourt 25 Dez 1961 @ 14;15 Bogotá, o Meio-do-Céu regido por Úrano, a 1ª ideia que nos ocorre é inovação, sentido humanitário e tomadas de posição independentes. Úrano está em Virgem, a modernização dos hábitos. Mercúrio está em Capricórnio fazendo parte de um importante grupo na casa VIII, seguimos para Saturno que é senhor de si, no próprio signo. Rege a casa das leis e relações internacionais, estando peregrino vai fazer o que quer e dominar o horóscopo, logo influenciar e muito a carreira desta mulher. Jupiter o regente da concorrida casa VII, também no MC, reitera a ideia de leis e internacionalismo. Jupiter ligado a esta casa (VIII) sugere filantropia, tendo em conta que faz aspecto a Neptuno a reger a
casa dos ideais humanitários e em contacto com o MC. O idealismo e sentido humanitário de cuidar dos outros. Marte além de planeta oriental, a posição do promotor e defensor de causas, está no ponto Cardinal pelo que não vai estar calado e não se poupa a esforços, veste a sua capa vermelha e parte em missão de guerrilha.
A Lua em Leão numa análise psicológica sugere uma necessidade extrema de se sentir respeitada e honrada em tensão com Neptuno poderá existir alguma confusão no campo dos afectos. Na casa IV o grande foco é o de proteger a terra mãe, a casa e
valores familiares. Rege a casa III e contacta com o MC, logo o uso da comunicação plena de emoção para se fazer ouvir e às suas convicções.

Interessante notar que está conjunto ao eixo do Nódulo Lunar que na técnica vocacional, nos remete para grupos e público em geral. A necessidade da partilha com outros e a necessidade de reconhecimento público.

Filha de embaixador vive a sua juventude em França onde estuda Ciências Politicas, volta para a Colômbia em 1989, um transito de Plutão sobre a Angular, e de Úrano sobre o Sol, a agudizar os ideais, uma natural predisposição, reflecte a importante mudança individual que acontecia. No ano seguinte começa a sua vida política, abraçando causas sociais e ambientalistas.
Agora na sua libertação, Plutão em transito sobre Marte, tão importante neste horóscopo e que rege a casa XII, das actividades secretas e do confinamento. Caso para dizer que a "força" que a liberta é o outro lado da moeda da "força" que reteve durante 6 anos, já que naquela data era Marte que em transito aspectava Plutão. O encontro destes 2 é indicador de uma "força extrema" que desta vez parece ter resultado num final feliz.

4 comentários:

Samsara disse...

A mulher do momento, e como eu gosto de finais felizes, gostamos todos. Dá-me esperança. O teu texto embala e inspira minha amiga.
Bjs.

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Ainda bem Princesa, o que é necessário é que nos sintamos inspirados :-)
bjo.

António Rosa disse...

Muito bom. Uma "força extrema" impressionante. Há vidas incríveis!

Abraço

António

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Obrigada António ...e aprendemos tanto com estes exemplos.

Abraço
Ana Cristina