14 de nov de 2008

brainstorm


O período que antecede o aniversário, é chamado por alguns de inferno astral, nunca entendi bem o que isto queria dizer e à medida que fui estudando, em lado algum encontrei uma explicação que me convencesse. O que a mim me é dado saber é que por altura do aniversário o Sol em transito chega ao signo onde se encontra o nosso natal, logo à nossa essência. Assim nessa altura esta entrada virá activar de sobremaneira os contactos Solares ao mesmo tempo que intensifica a sua energia, depois do aniversário esta dose suaviza, a pressão é aliviada. Se repararmos o Sol não vem sozinho, tem um séquito que o acompanha, o guerreiro (Marte), a mente (Mercúrio) e a expressão social (Vénus), (ás vezes estão lá outros) com estes todos juntos no mesmo signo, terão que ter reuniões para tomadas de decisão, estas conversações parecem ter muito do mesmo por isso poderão ficar difíceis de gerir ou de serem conclusivas. Eu imagino que no caso de uma destas sob o signo de Gémeos se discuta muito e se salte de assunto para assunto, no caso de Capricórnio será provavelmente menos diversificada e mais organizada, em Leão será cada um quererá falar mais alto e salientar os seus dons à procura da liderança, em Escorpião eu sei que a reunião é tensa, há que perceber o porquê e depois deste bem esmiuçado olhar a inutilidade de uma série de tomadas de posição e depois encontrar uma razão para actuar sem que seja a da retaliação. Eu chamaria o mês da brainstorm individual em que em todos os aniversários, será analisada a situação tipo balanço, alguns destes podem ter o seu quê de infernais, o tom da reunião será colorido pelo signo onde tem lugar.

10 comentários:

Maria Paula Ribeiro disse...

Bom dia Amiga Ana,

"Eu imagino que no caso de uma destas sob o signo de Gémeos se discuta muito e se salte de assunto para assunto"

Então, faço anos quase todos os dias do ano...lol lol

Essa do inferno astral...tb já ouvi, mas dever ser "tão infernal" que não se encontre nada que o descreve.

Jinho grande e Bom fim de semana!

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Mary, já me fizeste rir, com essa de fazeres anos todos os anos no mesmo dia.... bom FSD para to também.

Samsara disse...

Olá
A minha opinião é que não há inferno astral nenhum, só se for para alguém que não gosta de ficar mais velho, lol.
No meu caso sempre gostei do mês em que fazia anos. Mas concordo contigo em relação à brainstorm, sem dúvida que é uma altura que olhamos para dentro.
Beijinhos

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Olá Sam :-) ainda bem que gostas do vês, quando olhas para dentro.
Beijinhos

António Rosa disse...

Esta Lua está a deixar-me louco de insónias e cansaço, além de muito trabalho. Só agora cheguei ao cimo da encosta, mas vim a tempo de dizer que também nunca entendi bem isso do inferno astral. Já li várias explicações mas não atino.

Ana Cristina, bom fim-de-semana.

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

António um bom FDS de descanso então, é o que lhe desejo.
Obrigada

Astrid Annabelle disse...

Olá Ana Cristina,
também nunca compreendi essa história de inferno astral...primeiro que pelo nome já não me agrada.
Deve ser fruto de algum azarado que para justificar sua própria criação colocou a culpa nos astros!lol
Parabéns por este post!
Bjkas
Astrid

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Astrid, se calhar LOL, mais um daqueles mitos que se arrastam e são repetidos...sem que haja explicação plausível.
Beijo

Carlos Granés disse...

Olá a todos, talvez eu possa dar alguma informação sobre este tema.

O "inferno astral" é uma teoria que popularizou-se no Brasil (embora possa ter nascido noutro sítio), como fruto da Astrologia Solar (previsões para os 12 Signos solares em revistas e jornais). Nessa "técnica" (se é que lhe podemos chamar isso), o Sol e Ascendente são considerados como um só posicionamento e, por consequência, o Signo que o precede é equivalente à Casa 12. Logo, como a Casa 12 está associada a prisões e hospitais, ficou conhecido como "inferno astral".

Em português de Portugal, seria o "inferno astrológico", mas pouco importa o nome pois, a meu ver, é algo que não deve ser levado muito (ou nada) a sério.

Bom fim-de-semana a todos.

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Olá Carlos, bem-vindo e grata pela explicação do mito popular :-).

Bom FDS para si também.