3 de nov de 2008

lá em cima como cá em baixo


Agora que Neptuno ficou directo pode bem acontecer que o sonho que se tem acalentado silenciosamente saia e peça a palavra para se manifestar publicamente. Aquilo que tem estado encoberto, de repente salta para a ribalta. Isto seria tomar o simbolismo à letra, ou se todos que estrategicamente tocados por este movimento de repente virassem artistas. Não será bem assim, se bem que Neptuno simbolize uma forte energia idílica, tendência para abraçar os valores colectivos ou aquilo que quiserem chamar, que vai muito para além dos nossos desejos terrenos. De tal maneira cobre a realidade com um manto de persistente confusão e dissolução. Para mim como estudiosa, estes tempos tornam-se curiosos e fascinantes atendendo ás movimentações que todos sentimos no nosso dia-a-dia e que quando olhamos para as do céu, vemos que ali também as coisas se reorganizam, de repente nenhum planeta está retrógrado, (a partir de dia 27) todos no seu curso. Por isso com as suas energias de prontidão. Alguns a fazer importantes mudanças, profundas, daquelas definitivas tão grande será a sua duração. Plutão com a sua força coerciva tem obrigado os governos e instituições a alterações, (o mundo burocrático de Capricórnio) o uso dos valores monetários é bem apanágio de Plutão e está claramente ligado com a sua simbologia de poder. Saturno representa as organizações e instituições recebe Úrano, esta oposição simboliza a abertura de fendas, o quebrar de estruturas e o efeito surpresa; tudo pode acontecer a qualquer minuto. Por isso talvez fazer uso de Saturno em Virgem, usar convenientemente todos os minutos do nosso dia. Úrano e Neptuno estão em recepção mútua em dois signos públicos, como que a dizer que chega de sonhos isolacionistas e egoístas, individualmente sim mas para o todo. De há um tempo para cá que assistimos a um crescendo de movimentos humanitários, hoje não deve haver figura pública que não inclua esta parte no seu marketing pessoal. O que até tem servido para que aos poucos todos tomemos consciência de que poderemos todos cooperar nesta onda universal.

5 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Ana Cristina,
eu ando meio eufórica com todas essas mudanças.
Estou em um momento onde só PODE MELHORAR...o inverso é impossível!lol
Queria muito entender o porque de por um lado ter tudo de que tenho necessidade e de outro estar vivendo sem nenhum recurso financeiro próprio a quatro anos?Simplesmente não acontece...
Ando de olho em Plutão! Creio que é o vilão dessa história....Agora se tudo vai mudar só posso ficar feliz, não é?lol
Beijos.
Astrid

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Astrid minha querida, por acaso até sei, creio serem testes para trazermos o melhor de nós ao de cima.
Ou seja serenar dentro para que tudo se torne realidade. Até parece que alguns foram escolhidos. Eu tenho sido uma privilegiada, quando em consultas oiço histórias de vidas recuperadas e tenho diante de mim belos seres humanos...
Beijo grande

António Rosa disse...

Ana Cristina,

Também me dá a ideia que uns quantos foram escolhidos para viverem experiências especiais. Não as sei classificar, creio mesmo que não nhá classificação possível.

Hoje temos o aspecto partil no céu entre Saturno e Úrano.

Já temos 81 inscritos nos cursos. Oxalá daqui saia uma boa «colheita». Praticamente não tenho feito outra coisa: registar, informar, tirar dúvidas...

Até depois

António

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

António, estou convencida disso e que esses alguns estão interligados, tem sido uma época pródiga...se bem que muito voltada para o interior...mas tem sido muito revelador, hoje ao fim do dia faço tensões de falar consigo.
Tenho reparado no número de pessoas, caro António nada que não estivesse no seu mapa :-).
Abraço e até logo, neste que marcará uma etapa importante.

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

António tb está inibido de tirar os comentários como eu?