19 de jan de 2009

striptease d'alma


Quando iniciei este espaço e o impulso que serviu de motor de arranque, ao descrever a alguns colegas como me sentia, chamei à experiência de striptease d'alma. Ao escrevermos acerca de assuntos variados acabamos num continuo desnudar das nossas perspectivas. Mesmo naqueles blogues onde é usado um nick ou pseudónimo, quem o escreve acaba por passar a sua energia, o que mexe com ele ou ela, muito do que valoriza e com isso atraí e afasta leitores. Este blogue começou isolado, como tantos outros, uma intenção para o universo, fui presenteada com leitores assíduos, amigos e estimulantes.

Hoje e porque há muito tempo não o faço publicamente, quero agradecer as muitas benesses com que fui agraciada desde que comecei esta jornada. A súbita necessidade de libertação e de individuação, Úrano. Em simultâneo Neptuno trabalhava avidamente no meu MC, o que salvo nos casos das carreiras de artista, trás quase sempre um profundo desconforto com a realidade do mundo tecnocrata, já que haverá uma necessidade de por em prática a sensibilidade que nos assola e foi precisamente isso que este espaço me ofereceu.

Continuei o meu percurso e presentemente como outros tantos, tenho Saturno activo em pontos vitais do horóscopo, depois de passar por cima de Plutão chegou a vez de tocar os planetas pessoais. Agora que todos falam da crise para alguns de nós que tiveram uma antestreia, estamos aqui de anfitriões ao resto do mundo para dizer, libertem-se, acreditem e mudem. Durante este tempo todo, o espectro de Plutão esteve sempre muito presente e, a reforma que lhe é conhecida sempre que o vemos atravessar um ponto vital, está reflectida na minha auto-imagem, em se tratando de transitos lentos, estas alterações tendem a estender-se por períodos até 2 anos ou mais, por isso teremos que estar abertos a profundas transformações, eu aprendi que o melhor é relaxar, enjoy the ride, planear e sorrir quando o planeado não acontece. Acordar todos os dias com propósito de aproveitar o melhor possível cada minuto. De passar mais tempo a sorrir do que chateado com algum daqueles detalhes que põem à prova o nosso equilibro. Acreditar que a única conspiração que há, é a nosso favor, a nós resta-nos não ser um empecilho de uma ordem que nos transcende. Criar a nossa própria torcida.

12 comentários:

António Rosa disse...

Ana Cristina,

«...eu aprendi que o melhor é relaxar, enjoy the ride, planear e sorrir quando o planeado não acontece.»

A importância deste seu espaço é uma dádiva para nós, que o lemos diariamente. Uma aprendizagem constante. Um desafio permanente. É um farol que nos orienta.

Todos precisamos e apreciamos.

Bem haja.

Abraço

António

Ana Cristina disse...

António, muito agradecida pela atenção, carinho e diálogo.
Desejo-lhe uma fantástica semana

Maria Paula Ribeiro disse...

Bom dia amiga,

"...salvo nos casos das carreiras de artista..."

E és uma artista! ;)

Se não o fosses não estaria aqui, diariamente a ler os teus preciosos ensinamentos!

Eu é que agradeço!

Bj e boa semana

Ana Cristina disse...

Maria Paula, obrigada pela artista, então agradeço a apreciação :-)
Beijo

Samsara disse...

Benditos trânsitos que te levaram a criar esta maravilha.
Beijinhos grandes

Ana Cristina disse...

Olá Sam :-) obrigada pela maravilha.
Enormes...para ti:-)

maria de fátima disse...

Olá Ana Cristina eu é que agradeço por ler textos tão interessantes.Beijinhos.

Ana Cristina disse...

Maria de Fátima :-) muito grata pelas palavras.
Beijo.

Teresa Marcelino disse...

Corroboro com tudo o que foi dito e repito o que manifestei num comentário de 14 de Janeiro: "Não sei como consegue, todos os dias escrever sobre um tema diferente, colocar imagens interessantes e rechear o conteúdo de pontos de vista pertinentes. Sinceramente que a admiro."

Bem Haja!

Ana Cristina disse...

:-) obrigada Teresa, inspirada pelo mundo que me rodeia. Beijo

Astrid Annabelle disse...

Sempre uma lição a ser aprendida com excelência!
Ana Cristina, virei sua fã e quando não posso estar aqui fica faltando algo!
Beijo.
Astrid

Ana Cristina disse...

Astrid, que palavras lindas, muito grata pelo mimo. Beijo