20 de jul de 2009

flash de há 40 anos


Neil Armstrong é hoje recordado um pouco por todo o mundo; sendo o aniversário da sua viagem à lua e do feito do 1º homem a caminhar ali; em se tratando de um aniversário já se sabe repete-se anualmente e no caso do Neil, quando o transito do Sol faz uma quadratura ao eixo do Nódulo Lunar, contacto indicador de publico e partilha de experiências com muitos. Olhando a carta deste homem há 40 anos atrás: Com o Ascendente e Mercúrio regente do mesmo, por arco solar, em contacto dinâmico com Júpiter que rege a Casa 7, a enorme projecção pública. Saturno em transito fazia uma quadratura ao MC, a seriedade e concretização profissional, Plutão transitava sobre Vénus regente da Casa 6 e co-regente da 12ª; a intensidade do momento, o esforço e potencial risco físico. Marte passava na cuspe da 7ª, logo a activar o Ascendente, a extra energia.
Naquela época, Úrano - Júpiter transitavam em conjunto e no Aries Point, a 00º de Balança, ou seja a sua força fazia-se notar na época, como agora nos apercebemos da força Plutónica a desconstruir as estruturas obsoletas. Úrano simbolizando o avant-garde e Júpiter a expandir esta tendência para o novo cuja simbologia nos remete para as viagens longas.

Úrano ao entrar em Balança, sugeria novos e um maior liberdade nos comportamentos sociais, interessante notar que foi nesse ano o comprimentos das saias subiu como nunca até então, a época áurea dos movimentos hippies. O que se tinha já inovado mantêm-se no caso da moda junta-se a midi, a saia até aos tornozelos. Um ano mais o movimento disco cresce e espalha-se rapidamente, Neptuno entra em Sagitário, influenciando a moda. Entretanto vivia-se uma época em que economia sofria revezes, Saturno transitava em Touro sugerindo uma restrição aos luxos, é então que surge o movimento Punk.
Mais um ano e em 1971 Plutão ingressava em Balança, punindo ferozmente alguns exageros sociais.

2 comentários:

António Rosa, José disse...

Belo texto e cheio de significado para mim, por ter muito presente essa década.

Nem imagina as vezes que já cá vim hoje, na expectativa de um texto sobre o eclipse solar.

:)

Ana Cristina disse...

António há pouco ri-me ao ouvir uma menção ao woodstock português há 40 anos atrás :-).

Tenho pensado nele, mas não vou escrever pelo menos por enquanto, observo este assim como observei o Lunar que tocou em pontos sensíveis da minha carta. :-)