23 de jul de 2009

os tons do cinema


Acerca dos planetas geracionais, que como o nome indica abrangem uma geração inteira, no caso de Neptuno planeta que simboliza o amor universal e os sonhos do inconsciente colectivo; o espiritual, idealista, intuitivo e que permanece cerca de 14 anos num signo, levando 146 anos para fazer a volta completa zodiacal. Aliás fez este ano, na passada 5ª feira completou-se um ciclo ou seja o retorno de Neptuno, tendo sido descoberto em 24 de Setembro de 1846, estava então conjunto a Saturno em Aquário. Uma época em que grassava o desemprego e a critica social subia de tom, na altura Karl Marx encabeçava a voz do descontentamento.

Assim num espaço de 14 anos, muitos partilharão a posição deste planeta em determinado signo o que é indicador de partilharem standards culturais e estéticos. O cinema é uma actividade que cai debaixo da alçada de Neptuno, tendo em conta e cruzando o que inspirou a obra e a mensagem que nos chega através desta expressão artística, com o ciclo de Neptuno, encontramos:
  • em 1958, 1 ano depois da entrada em Escorpião o género, drama, guerra e mistério; dos quais saliento Vertigo, Gata em Telhado do Zinco, A Mosca versão original desta transformação acidental. Nesse ano o filme oscarizado é Gigi que romanceia a vida de uma cortesã, podemos reconhecer em todos uma faceta do arquétipo de Escorpião, a transformação que vem em situações extremas.

  • em 1972, ano e meio após a entrada de Neptuno em Sagitário, os grandes êxitos com o Padrinho, Voando sobre um Ninhos de Cucos, Taxi Driver, Cabaret, nesse ano ganha o oscar a sumptuosa produção do Padrinho; como uma confissão pública de excessos, um retrato das linhas ténues da justiça que se rege pelas crenças individuais, os desajustes e as auto-indulgências. Em 1982 na recta final deste ciclo, temos E.T., que enternece multidões e nos transporta para um mundo maior do que aquele que conhecemos.

  • em 1986, ano e meio após a entrada de Neptuno em Capricórnio, quando o idealismo esbarra com a realidade, Filhos de Um Deus Menor, A Missão, Ana e as Suas Irmãs e Platoon que ganha o oscar, um retrato controverso do confronto ente os ideais e a realidade.

  • em 1999, com Neptuno em Aquário as preocupações humanísticas tomam a dianteira e filme como The Insider, a indústria do tabaco era aqui o Golias, de como tudo faz parte de um todo Magnólia, as várias formas que se encontram na busca da essência Fight Club, nesse ano o oscar vai para Beleza Americana o retrato de uma família vulgar e que tanto de comum tem com todas as outras.
Neptuno ingressará em Peixes no ano 2012, acredito que o cinema além de uma forma de lazer vá sendo usado cada vez mais um veículo de catequização de massas, neste final de ciclo assistimos ao poder que vem adquirindo como formador de opiniões, mesmo que não cheguem aos circuitos comerciais podemos vê-los distribuídos na rede virtual, tornando-se esta forma de distribuição um statement, alimentando teorias de conspiração.

12 comentários:

FadaMoranga disse...

Esse Neptuno em Peixes vai ser bem forte! Vai ser Àgua por todo o lado... Digo eu que tenho o Nodo Norte em Peixinho ;-)
Bem haja e beijo*deFada

Ana Cristina disse...

Acredito que vá ser sim Fada e com toda a dualidade que lhe é característica :-)
Beijo :-)

António Rosa, José disse...

Muito bom. Muito bom. Muito bom. Pode ir para a Escola? Obrigado.

Ana Cristina disse...

Muito obrigada António, no intervalo das obras? Estou desejosa de ver a reforma! Sirva-se :-)

António Rosa, José disse...

Ana Cristina, muito obrigado. É melhor ser no intervalo das obras para poder variar e assim descansar de tanto código html. As obras são dentro de template, porque o visual 'quase igual'. E com isso, perdi 17 links da Comunidade. Aqueles que eu visito mais, estão todos. Como não há forma de se fazer cópia... foram-se. Vou deixar um aviso durante uns dias.

Amanhã ponho na Escola. O artigo é muito bom.

obrigado.

Ana Cristina disse...

A parte menos boa das mudanças, bem se tiverem que voltar voltam:-)
Obrigada eu :-)

Maria Paula Ribeiro disse...

Boa noite Ana,

:-) Bela analogia cinematográfica!!!!

Ai o ET!!!!! :-)))))))

Beijinhos e bom-fim-de-semana

Ana Cristina disse...

Mª Paula, um excelente obra representante de Neptuno em Sagitário :-)Bom fim-de-semana para ti também. Beijo

HighLander77 disse...

Ola Ana,
Tenho andado um pouco afastado de tudo, porem passei pela escola de Astrologia e vi o seu texto!
Como cinefilo extremo e "amostra" de astrologo adorei a sua analise.
Filmes como o Dark Knight ou os actuais filmes da Marvel sao uma mistura entre a fantasia de Peixes e o humanismo de Aquario.
Filmes como Fahreneit 9/11 e o Segredo serao mais usuais.

Um abraco,
Paulo

Ana Cristina disse...

Olá Paulo, gosto em vê-lo :-), é uma matéria que dá pano para mangas, eu também sou uma amante de cinema se bem que tenho andado arredada das salas ultimamente.
Abraço

Shin Tau disse...

A cada visita um deslumbramento :) muito bom mesmo! Que dizer?

A selecção feita para os filmes de Neptuno em Sagitário não podia ser melhor de facto, identifico-me com todos eles, sendo "Voando Sobre um Ninho de Cucos" o de predilecção, deve ser da conjunção com a Lua.

Gosto deste lado prático da astrologia :) obrigada pela aula, assim é mais fácil aprender!

Ana Cristina disse...

:) Shin Tau grata e gostei bastante dessa "voando sobre um ninho de cucos" para a Lua-Neptuno....:)
Abraço