11 de set de 2010

R. R. R. (use a seu gosto)

Alguns dos que têm estado em fase de transformação, ou seja a debaterem-se com o seu intimo e as suas perspectivas de vida; fases vulgarmente chamadas de crises existenciais. Reflectindo sobre a suas estruturas de vida, as situações que construíram, sejam estas profissionais ou pessoais e tudo aquilo que viam como definitivo, a realidade a que se tinham acostumado.

Estou estou a falar daqueles que estão abraços com transformação, Plutão, em acção sobre o que de mais estruturado pensavam ter nas suas vidas, Saturno, os limites a que se tinham habituado, desde 2008.
A organização, o statu quo e todos necessitamos de limites e algum tipo de estrutura na nossa vida, assim como da sociedade em geral em profunda alteração.

Notoriamente no que toca ao tecido burocrático e empresarial, assuntos de Saturno. Sobre o mundo em geral, muito se tem falado deste transito de Plutão em Capricórnio exacerbado pelos contactos tensos entre os dois planetas. Temos assistido à transformação e em alguns casos à derrocada de instituições que pareciam intocáveis e profundamente alicerçadas.

Em vésperas de Plutão voltar ao movimento Directo, com Saturno em Libra e para aqueles que começaram desde o inicio a ver reflectida nas suas vidas estas energias, a alteração de rota irá marcar a conclusão de um processo.

Mais do que uma rendição, uma transformação, o que eram e o que perspectivam antes de 2008, provavelmente não será o mesmo que doravante, dando lugar a uma outra coisa. Esta transformação quando vista pelo lado pessoal, não é fácil, já que onde Saturno está já se sabe que se encontra resistência e com Plutão a potencializar, haverá alturas em que se ronde a prepotência, a ambição Saturnina ou o grande temor do desconhecido. Tornando a resistência ainda maior.

Os mesmos que lidaram directamente com o processo interno,  também se têm visto a braços com um outro externo Saturno - Úrano, tornando o processo ainda mais doloroso e solitário. Viram as suas vidas alteradas em mais do que uma área.

Neste emergir é natural que tenham retido dias grandes lições; saber abrir mão e um maior equilibrio de valores.

No que toca ao relacionamentos amorosos, sugiro a leitura deste artigo na Cova do Urso, se algo há acrescentar serão só perguntas ao novo eu, aquele que está a emergir: ainda quer manter a mesma situação? Porquê, amor? Medo? Serão ainda resquícios de resistência?

Como o universo é inteligente, Úrano está de volta ao signo de Peixes, a sua derradeira visita por muitos anos. Já se sabe que  deste rebelde inconformado se espera o inesperado. Tendo em conta que se encontra no elemento Água é natural que estas se electrifiquem, as emoções sofram algum abalo, num signo muito relacionado com as ilusões, é natural que estas entrem em curto-circuito e que de repente se faça luz. Caso pertença ao último dos resistentes, a novidade é que ainda deverá estar aberto a algumas surpresas, novas oportunidades.

Se juntarmos todas as mensagens dos arquétipos acima; transformação de estruturas sociais e pessoais para dar espaço a novas, diferentes e modernizadas com a segunda vertente dependente e sequencial à conclusão da primeira.

A verdadeira generosidade para com o futuro consiste em dar tudo ao presente.
Albert Camus

10 comentários:

Maria Paula Ribeiro disse...

Boa noite!

Este toca-me de perto, lá no nucleozinho das minhas células! ;)
Irei relembrar este post (com os devidos créditos), quando a derradeira e última fase de transformação física (materialização da transformação) estiver concluída.

"saber abrir mão e um maior equilíbrio de valores"

Cooperar e equilíbrio!!! Nunca mais vou esquecer isso! ;)

Muito obrigado!!!!
Bom fim-de-semana
Beijo

António Rosa disse...

Ana Cristina

Estou como diz a Paula, por isso o meu comentário é apenas um 'suspiro profuuuundo'.

Ah! Muito agradecido pelo link.

Vou partilhar no Facebook.

Abraço

António

Ana Cristina disse...

MP :) Grata, sabes que nunca "temos" a obra acabada....mas tu já podes olhar para trás e ver a Transformação...és um bom exemplo :)

Beijo

Ana Cristina disse...

António, eu suspiro tb :), obrigada e foi um prazer :)

Resto de bom fim-de-semana.
Beijo

Christiane disse...

Ana

Estou vivendo tudo isso que descreveu. Urano está na minha casa 1 tanto na minha revolução solar, quanto na minha carta natal. Tenho ascendente em peixes.

Plutão fez quadratura com meu plutão na 7. OU seja, casa 10 e 7...

E saturno está em conjunção com meu plutão natal na 7... Venus natal está com plutão na 10.. quadratura saturno plutão e saturno /venus natal...

Como já descrevi. Plutão mata.

Estou tão perdida, deixando a vida me levar e ao mesmo tempo ainda cometendo um monte de enganos. Continuo fazendo besteiras.

Hoje acordei meui desanimada, porque olho para trás e não gosto do que vejo.

Enfrento muita solidão, insegurança quanto aos projetos pessoais e abandono daqueles que achei que estariam ao meu lado.

Estou meio pessimista em relação ao futuro e quando penso nisso, agradeço pela vida ser breve e saber que um dia tudo acaba.

Ao mesmo tempo penso que desejava fazer tanta coisa e estou sem forças para nada. Ganhei desafetos este ano, estes que não tenho forças para lutar ( meu ex e a atual dele), minha família está mais ao lado de quem tem o dinheiro, e muitas vezes me sinto uma estranha...

Percebi que ajudei muitas pessoas a crescerem e eu mesmo estou aqui sem nada... Não tenho uma casa, não tenho uma profissão definida, não tenho um amor, ou seja, acho que nunca tive isso.

E estou com 37 anos...

Nem vou escrever mais se não acho que hoje caio numa cama e durmo para esquecer de tudo isso um pouco.

Ana, como sempre seus textos são muito certeiros. Apendo muito com eles...

Obrigada , mais uma vez.

Christiane.

Ana Cristina disse...

Christiane, lamento que esteja "ainda" a sentir tanta dor. São fases muito transformadoras, matam o "eu" antigo. E que tal pensar no que gostaria de fazer, lembro-me de ter comentado que o seu maior desejo seria viajar... Com Úrano na sua 1ª Casa, é altura de libertação, que pode ser da dor.

Abraço e votos para que a sua vibração se eleve.

Grata pela visita.

IdoMind disse...

Boa noite

Nunca aqui deixei nenhum comentário apesar de visitar frequentemente.
Foi hoje o dia.
Parece que o céu de pôs assim para que escrevesse este artigo para mim. Foi na mouche.
O meu obrigado sincero, porque lançou alguma luz num buraquinho que estava um pouco às escuras.

Ana Cristina disse...

IdoMind, grata por ter partilhado a luz aqui :)

Votos de uma excelente semana.

Adelaide Figueiredo disse...

Ana Cristina,

Gostei muito deste texto. Não sou de desanimar mas neste momento estou um bocadinho em baixo. Como sempre vou tentar dar a volta e aproveitar aquela frase maravilhosa que deixou no fim "A verdadeira generosidade para com o futuro consiste em dar tudo ao presente."

Grata

Abraço

Ana Cristina disse...

Adelaide, todos temos...e direito a ter. Quando os tenho penso hoje vou ao fundo amanhã é um novo dia, e pode ser esta hora é assim mas a próxima vai ser melhor. Aproveitando a analogia do dia e da noite.

Abraço, e força aí :)

Grata sou eu, pela sua partilha.