18 de mai de 2010

revesitando

Sempre que um dos planetas lentos entra num signo, podemos ver a nível global os seus reflexos; todos temos acompanhado a entrada de Plutão em Capricórnio e a derrocada de instituições seculares com a exposição do que errado havia no seio destas. Alguns casos de abuso de poder, o que também faz parte, querer dominar pela força.

À beira da entrada de Úrano em Aries, também um signo Cardinal e por isso com a devida espectacularidade da energia iniciatória.
Não posso deixar de pensar que esta qualidade iniciadora, trará a energia de mudança e experimentação em que cada um terá o seu papel individual acentuado no colectivo.
Se bem que uma oportunidade para muitos, alguns sobressairão mais do que outros, pela sua posição na sociedade e pelo legado que poderão deixar. Muitas pessoas perguntam e estão preocupadas a um nível pessoal se bem que seja importante, muito mais o será no global e transpessoal.
A mudança nos casos pessoais está directamente relacionada com a vida e as limitações do próprio, mais do que pode vir de fora é a forma como irá aceitar a sua individuação, a nova responsabilização e o que vai fazer com o potencial libertador, dependendo da área de vida que carece de quebra de padrões.

Revisitando anos passados em que este Planeta entrou nos outros signos Cardinais; em 1949 Úrano entrava em Câncer entre várias coisas, saliento o discurso de Wiston Churchill que se tornaria a pedra de fundação da União Europeia. Pensando na energia de Câncer para proteger e fomentar a união familiar, na perspectiva de um líder esta torna-se mais abrangente.

Em 1968 Úrano entra em Balança, quando Yale anuncia a abertura das portas para estudantes do sexo feminino é também o ano marcado pelo passeio na Lua.

Em 1989 deu-se a entrada em Capricórnio, a energia do novo a derrubar as velhas estruturas e foi precisamente nesse ano que se dá a queda do muro de Berlim. Melhor reflexo não se poderia ter, do novo perante o obsoleto e em se tratando de Úrano libertação social.

6 comentários:

António Rosa disse...

Ana Cristina

O aviso aí fica, não é? Apreciei a retrospectiva pelos signos cardinais.

Beijo.

Ana Cristina disse...

Obrigada António, aprendemos tanto com o passado.
Beijo

Maria Paula Ribeiro disse...

Boa tarde ma belle!

"Muitas pessoas perguntam e estão preocupadas a um nível pessoal se bem que seja importante, muito mais o será no global e transpessoal."

;)))) Lindo

Ainda vejo "búzio" no renascimento que decorre pelas terras do Bandarra, mas de certo que Úrano, pela voz de Deus; Plutão no desencadeador do renascimento e Cronos no serviço deixará decerto um belo legado! ;))))

Como diz o outro...a ver vamos! ;)

Bem-hajas e beijo

Hanah disse...

Olá Ana,

..adorei a imagem, ... o que parte de dentro para fora para poder efetuar a transformação....
no fundo tudo é alquimia pura....ou pura alquimia.

Bjos

Ana Cristina disse...

Maria Paula, gostei da tua interligação e muito.
beijo

Ana Cristina disse...

Hanah, obrigada é isso mesmo.
beijo